Powered by WP Bannerize

Rss

Sinproesemma conquista gratificação da Educação Especial e reforma do CEE Padre João Mohana

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) garantiu, na manhã desta sexta-feira (11), a regulamentação da Gratificação de Educação Especial e a reinauguração do Cento de Ensino Especial Pe. João Mohana, situado no bairro do Vinhais, em São Luís.

“São duas conquistas do Sinproesemma. Frutos da luta incansável do sindicato pela educação pública de qualidade”, destacou o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, que, ao lado de outros dirigentes da entidade, acompanhou a entrega das novas instalações da unidade de ensino especial pelo governador Flávio Dino.

Segundo o professor Oliveira, a luta pela valorização da educação especial não passa apenas pelo reconhecimento dos profissionais com o percentual de 30%, assegurado na Gratificação de Educação Especial do Estatuto do Educador, mas também pela garantia de estrutura adequada, para que os profissionais atinjam o objetivo de educar.

“O sindicato cobra não apenas a questão remuneratória dos professores que trabalham com educação especial, mas também reivindica a estrutura física das unidades de ensino especial”, ressalta Oliveira.

A escola reformada atende a mais de 100 alunos na faixa etária entre 3 a 17 anos com transtornos do Espectro do Autismo, entre outras síndromes e transtornos que trazem a deficiência intelectual associada. Dento do centro, o aluno recebe atendimento educacional especializado, acompanhamento pedagógico e estimulação essencial, participando de inúmeras atividades que o auxiliam no desenvolvimento do aprendizado, entre as quais estão a fonoaudiologia, fisioterapia, psicomotricidade, artes e informática.

Luta continua

Garantidas mais duas importantes vitórias, o presidente Raimundo Oliveira acrescenta que a luta não para e garante que o Sinproesemma vai reforçar a cobrança pela publicação de mais editais para a ampliação e unificação, eleição direta para diretor e a correção de alguns pontos da progressão salarial, visando a automaticidade do sistema. “São pontos que vamos resolver e trazer ainda mais conquistas para a categoria”, assegura Oliveira.